Noticias no Blog

Cine Curtas UJS Novos Filmes Veja o primeiro minuto do filme 'Lula, o Filho do Brasil'

TV Socialista

Loading...

quinta-feira, 25 de março de 2010

Entidades secundaristas lançam campanha pelo voto aos 16 anos


Nesta sexta-feira (26), às 13h, a UBES, a UEES-RJ e a Coordenadoria de Juventude do Rio lançam no Rio de Janeiro a campanha “Se Liga 16! 2010 é a nossa vez”, no plenário da Alerj, que apóia a iniciativa, junto com a OAB- Jovem do estado.

Continue lendo...

O ato, que será coordenado pelo presidente da Casa, Jorge Picciani (PMDB), contará com as participações do deputado federal Edmilson Valentim (PCdoB-RJ), que aprovou a emenda do voto aos 16 anos na Constituinte 1988, e do coordenador de Juventude do Rio, Igor bruno.

A campanha pretende conscientizar os jovens da importância do voto e da participação política. Segundo a presidente da União dos Estudantes Secundaristas do Rio de Janeiro (UEES-RJ), Gabriela Venâncio, “é preciso mostrar que a juventude não está alienada deste processo e pode apresentar um projeto para o Estado do Rio e para o País, e o voto é a forma de participação”.

As entidades secundaristas levarão a campanha pelas escolas, onde cada estudante poderá utilizar o laboratório de informática para solicitar o título eleitoral pela internet, a grande novidade desta eleição. Basta acessar a página do Tribunal Superior Eleitoral (www.tse.gov.br) e clicar em Título NET, depois buscar no cartório da cidade.

quarta-feira, 24 de março de 2010

UJS-Recreio sua primeira confraternização


domingo, 21 de março de 2010

Boa conversa, praia e tranqüilidade. Assim aconteceu a primeira confraternização do núcleo da União da Juventude Socialista do Recreio, que começou por volta das 22h30min, quando os jovens revolucionários da UJS se reuniram na praia do Recreio, na altura do posto nove, e em clima de muita camaradagem, iniciaram a confraternização, que, além de outras coisas, teve por objetivo reunir filiados à UJS ligados ao movimento comunitário.

Continue lendo...


Iniciou-se com um ligeiro atraso devido a alguns pequenos problemas na compra de gelo e carvão. Mas timidamente os jovens foram chegando e marcando seu espaço na areia da praia. O luau contou também com amigos convidados dos integrantes da UJS, o que contribuiu para uma maior divulgação dos ideais socialistas. E neste clima de diversão o luau avançou noite adentro, terminando por volta de sete da manhã de domingo, quando os jovens foram embora.

”Tivemos a idéia de realizar o luau tanto visualizando captação de pessoas para a UJS-Recreio quanto a troca com outros núcleos, como o da Cidade de Deus”, declarou Welton Figueiredo, presidente do núcleo do Recreio.

A fundação da UJS-Recreio aconteceu no dia 28 de fevereiro de 2010, e desde então muito se tem pensado acerca de uma confraternização, onde se pudessem reunir jovens com intuito de uma troca de experiências, e isto se deu no luau, onde, além de diversão em si, proporcionada pelo banho de mar e roda de conversa, teve esta importante troca. Para a UJS-Recreio foi uma grande oportunidade de aprendizado, uma vez que seus jovens tiveram contacto com outros jovens um pouco mais experientes com relação a questão comunitária.

De tudo um pouco: diversão, política e cultura. Ao que tudo indica este é só um começo, muitos outros virão ainda, e planos para os próximos, como ampliar o leque para participação de outros núcleos da UJS.

‘’Excelente atividade para o objetivo de atrair mais jovens para o movimento comunitário. É preciso mostrar que a UJS reúne política à jovialidade.”, disse Roberto Nunes, presidente da UJS –Carioca

segunda-feira, 22 de março de 2010

Pela Meia-Passagem Universitária e contra as retrições do Passe-livre


A UNE, UBES, UEE/RJ, UEES/RJ e a AMES Rio, historicamente têm se mobilizado em defesa dos interesses nacionais, da educação e da superação das desigualdades do povo brasileiro.
Dia 23/03
11 horas
Candelária -cento

Continue lendo...

Esse ano não será diferente! O anuncio da existência de petroleo em águas profundas da costa brasileira está mobilizando diversos setores da sociedade. Iremos as ruas exigir que metade de todos os recursos que serão destinados ao fundo social, que será criado pela União, seja aplicado na educação do país, permitindo a melhoria da qualidade das escolas e mais vagas nas universidades públicas e escolas tecnicas.

Precisamos ainda, com os ataques e restrições que tem sofrido o passe-livre dos estudantes secundarista, fazer a discussão acerca do sistema de transporte da cidade do Rio de Janeiro.Queremosa melhoria da qualidade dos transportes públicos e a garantia do direito adquirido dos estudantes. Sem esquecer também da luta pela Meia-Passagem dos Universitários!Essa é uma promessa de campanha feita pelo prefeito. O projeto para criar a Meia-Passagem chegou a ser enviado para câmara dos Vereadores, mas em poucos dias foi arquivado. Promessa é divida e vamos as ruas cobrar!

Participe e entre para a historia da juventude que mudou o Brasil

quinta-feira, 18 de março de 2010

Mesmo com chuva forte 200 mil pessoas saem em defesa do Rio


A chuva que caiu durante toda esta quarta-feira (17) não desaminou as 200 mil pessoas de diversos municípios do estado do Rio contra o que foi classificado como um verdadeiro “golpe federativo”. A população respondeu positivamente ao chamado do governo do estado e vestiu a camisa em defesa do Rio de Janeiro.

Continue lendo...

Mas do céu não veio apenas a chuva. Dos prédios foi jogado o tradicional papel picado por aqueles que pararam o serviço para assistir a manifestação, que saiu da Candelária e percorreu a Avenida Rio Branco.
Desde o começo da tarde começaram a chegar as caravanas das mais variadas regiões do estado, muitos dos municípios de Campos, Miracema, Macaé, Niterói, São Gonçalo e da Baixada Fluminense, entre outros.
Nas faixas, panfletos e discursos apenas um tom: a indignação contra a
“covardia” feita ao Rio de Janeiro. O governador do Rio, Sérgio Cabral, e do Espírito Santo, Paulo Hartung, estiveram à frente do ato.
"Esta não é uma conta aritmética, mas legal. Há uma Constituição Federal que manda dar aos estados e municípios indenização pela produção de petróleo ou no continente ou em plataforma continental. Depois, não se pode mexer em direito adquirido. O ato jurídico perfeito já existe. São R$ 7 bilhões, R$ 5 bilhões para o governo do estado e o restante para 89 municípios", frisou Cabral.
A secretária municipal de Cultura do Rio, Jandira Feghali, disse acreditar que o protesto pode ajudar a convencer os senadores a vetar as mudanças na partilha dos royalties.
Forte adesão
A manifestação contou com a adesão dos mais variados grupos, entidades e partidos. Marcaram presença centrais sindicais como CTB-RJ, CUT, NSCT e Força Sindical. Mais uma vez, os estudantes estiveram também em grande número. A UNE, UBES, UEE-RJ e UJS deixaram seu recado para a população do Rio de Janeiro. Para o presidente da UBES, Yann Evanovick, o estado não deve ter nenhum royalties a menos. Porém, ele disse que a educação deve receber mais recursos do petróleo. A passeata ganhou também o apoio de artistas da música e do cinema, como a cineasta Carla Carmurati, o grupo AfroReggae, a bailarina Ana Botafogo, a atriz Letícia Spiller, Lucinha Araújo, mãe do cantor Cazuza.

A UJS esteve presente com grande mobilização de todo o estado, 170 ônibus mobilizados pela UJS-RJ; as bandeiras da UJS tomaram conta da candelária ainda no inicio da passeata, como sempre a juventude teve grande protagonismo e irreverência, com materias que diziam, ”diga ao povo que fico assinado: royalties.




Um protesto carioca

Durante a caminhada, foi encenado o enterro do deputado Ibsen Pinheiro, autor da emenda que retira mais de R$ 7 bilhões por ano do Rio de Janeiro. Um boneco com sua caricatura foi linchado pela população.
No momento em que a manifestação chegava à Cinelândia, a chuva ficou ainda mais forte. O prefeito do Rio, Eduardo Paes, disse então que ficou decidido que não haveria discursos de políticos. A noite continuou com a apresentação de shows musicais, como Fernanda Abreu, Alcione, Neguinho da Beija-Flor e outros

terça-feira, 16 de março de 2010

UJS convoca a militância para manifestação desta quarta

Na última quarta-feira (10/03/2010) a população do Rio de Janeiro sofreu um ataque da Câmara dos deputados federais que aprovou a retirada dos “royalties” do petróleo do nosso Estado, que resultará na perda por ano cerca de 7 bilhões de reais. Milhares de famílias e dezenas de municípios que dependem diretamente da economia gerada pelo petróleo está fadada ao fracasso e a miséria. Tamanha irresponsabilidade compromete praticamente todos os setores da sociedade fluminense, inclusive uma boa realização da copa do mundo (2014) e as olimpíadas (2016). Não podemos cair na armadilha de que empobrecendo algumas áreas do país irá beneficiar outras. Nós dependemos e muito dos “royalties” do petróleo.

Somos defensores da Nova Lei do Petróleo no Brasil, de maneira que a exploração do Pré-sal e dos novos poços de petróleo esteja a serviço do interesse Nacional e que a riqueza seja distribuída de forma mais igualitária entre outros Estados. Mas no caso da emenda “Ibsen Pinheiro”, o que está posto é que perderemos recursos de contratos anteriormente firmados, que sustenta boa parte dos orçamentos das cidades do Rio de Janeiro. Direitos adquiridos não se mexem!

Os jovens sempre estiveram a frente da luta por mudanças no Brasil. Combatemos a ditadura, fizemos o Fora Collor, conquistamos o passe livre e a criação da Petrobrás. Rio de Janeiro, e agora, a defesa dos “royalties” do petróleo já arrecadados em nosso Estado para o Rio de Janeiro.
Agora, mais do que nunca precisamos sair às ruas para defender o Rio, vamos gritar mais uma vez: o petróleo é nosso!!!

O que faz mal ao Rio, faz mal ao Brasil!
QUANDO? Quarta-feira, 17/03 ÀS 14h.
ONDE? Candelária

segunda-feira, 8 de março de 2010

Com jaca, tangerina e muita luta: 100 anos do Dia Internacional da mulher.


Por Monique Lemos

“Não se nasce mulher. Torna-se” – Simone de Beauvoir
Vivemos a era da mulher fruta: manga, melancia, mamão, morango, tangerina, uva… ufa!!
Influenciadas por um padrão de beleza que segue o senso comum, nós mulheres – em especial as jovens mulheres – em pleno século XXI, ainda estamos livres apenas no papel.
Nossas senzalas não têm mais as grades, mas ainda sentimos a discriminação na pele. A beleza da mulher não cabe em padrões, ela é muito maior que qualquer fruta, modelo ou objeto. É a beleza de quem numa sociedade tão machista e opressora busca a liberdade, de quem apesar de todas as dificuldades não desiste de sonhar e de realizar seus sonhos.

Continue lendo...

Recebemos os menores salários apesar de termos maior grau de escolaridade. O aborto clandestino é a terceira causa de mortalidade materna e é tratado como problema de polícia e não como uma questão de saúde pública. A violência contra a mulher – seja moral, sexual ou física – ainda é naturalizada. Quem nunca ouviu:
- Apanhou? Ah, mas ela mereceu!
- Mas também com esse vestido curto, o que ela queria?
- Lugar de mulher é na cozinha.
“Dizem que a mulher é o sexo frágil, mas que mentira absurda” – Erasmo Carlos
A história de nosso país possui a marca feminina. Maria Quitéria, Anita Garibaldi, Heloneida Studart, Maria da Penha. Mulheres que em sua época e de diferentes formas, mostraram a capacidade e a competência feminina. Histórias de vida que se confundem com a formação do nosso povo e mostram que as mulheres também são FERAS.
Este ano completa 100 anos do 8 de março como Dia Internacional da Mulher. Esta data tão especial pra todas as mulheres e para todos os que lutam por uma sociedade mais justa não pode passar em branco.
Para as jovens feras as dificuldades também são enormes. Sobreviver à falta de creches, enfrentar as exigências estéticas, buscar a igualdade no mercado de trabalho e nos espaços de decisão da sociedade (como a política, por exemplo) isso tudo de TPM (é meninos, ela existe). Não é fácil, mas chega a hora de nos libertarmos.
Como é bom ser mulher! Gorda, magra, heterossexual, homossexual, alta, baixa, cientista, poetisa. Temos conquistado e vamos dominar o mundo.
Adeus as frutas, ou melhor, adeus a mulher objeto. Viva a salada de frutas! Viva a luta das mulheres de carne e osso – às vezes mais carne, às vezes mais osso – que só de dirigirem uma fábrica, de cursarem engenharia, de se candidatarem, de votar, ou seja, de viver, já ajudam a construir uma sociedade mais justa.
Parabéns a todas as Annas, Marias, Talitas, Joanas, Glórias (homenagem a minha mamãe), enfim, a todas as mulheres que sonham, vivem e lutam por justiça, liberdade e igualdade.
*Monique Lemos é professora de história e presidente da União da Juventude Socialista do Rio de Janeiro.

segunda-feira, 1 de março de 2010

FUNDAÇÃO DA UJS – RECREIO



Neste domingo 28 de fevereiro às 15h, aconteceu no condomínio do Barrasul a fundação do núcleo da União da Juventude Socialista do bairro do Recreio dos Bandeirantes com a presença de seis filiados à organização. “Será um desafio de todos a busca por linguagens mais sedutoras para um maior incentivo à participação dos jovens” declara Fablício Andrade, atual presidente do Grêmio Estudantil Vinícius Marcô Leandro do Colégio Estadual Vicente Jannuzzi e recém-filiado à UJS.

Continue lendo...

Definiu-se que em duas semanas se realizará a eleição da direção do núcleo, no dia 14 de março, mesmo horário e local da fundação, que contará com as seguintes pastas: presidência, comunicação, organização, cultura, formação e movimento estudantil.
“Não há muitas opções de cultura e lazer para os jovens do Recreio, é fundamental investirmos nessa área desde o início para chamar a atenção, e quem sabe possamos um dia realizar uma festa no meio da avenida das Américas?”, indaga Welton Figueiredo, ex –tesoureiro do Grêmio do Jannuzzi e militante da UJS desde 2007.

Aprovou-se também a realização de um luau para confraternização dos membros da UJS da região Recreio dos Bandeirantes -Jacarepaguá, que será feito em parceria com a UJS –Cidade de Deus – o Luau da Juventude Socialista – que ocorrerá no dia 20 de março a partir das 22 horas no posto doze na praia do Recreio dos Bandeirantes. Aliás no mesmo dia em que o Grêmio Estudantil do Vicente Jannuzzi promoverá seu evento de recepção aos novos alunos -a Festa dos Calouros –entre 18h e 23h à Av. Américas 6120 no Colégio ao ingresso de preço único no valor de R$2,00.