Noticias no Blog

Cine Curtas UJS Novos Filmes Veja o primeiro minuto do filme 'Lula, o Filho do Brasil'

TV Socialista

Loading...

terça-feira, 7 de abril de 2009

UNE E UBES APOIAM FIM DO VESTIBULAR E COBRAM ASSISTÊNCIA ESTUDANTIL

A luta pelo fim do vestibular, travada pelas entidades estudantis e outras vinculadas à educação, ganhou novo impulso. UNE e UBES se opõem ao vestibular por considerá-lo elitista, uma barreira sócio econômica e injusto, posto que numa única oportunidade coloca em xeque o futuro do estudante.

Os estudantes cobram uma avaliação única que avance na instituição de um sistema nacional. O MEC planeja que o ENEM seja a prova nacional, que valerá para todas as universidades federais que aderirem, e os estudantes poderão ingressar na universidade compatível com a classificação obtida.
Embora favorável ao fim do vestibular, Lúcia Syumpf, presidente da UNE, critica a forma como o ministério vem encaminhando as discussões. "O ministro não consultou as entidades e está construindo uma proposta ouvindo apenas os reitores", diz. "Concordamos com a prova única, pois isso ajuda na constituição de um sistema nacional de educação. Na nossa visão, o palco para a construção desse debate é a Conferência Nacional de Educação", completa.

"Acabar com o vestibular é uma luta dos estudantes, pois, além de ser socialmente excludente, colocar o futuro do estudante em uma única avaliação é injusto", considera Ismael Cardoso, presidente da UBES. A liderança secundarista salienta que, aos moldes como é realizado hoje, o vestibular condiciona todo o ensino médio, que acaba voltado a fazer o aluno passar no teste. "Terminar com o vestibular não é apenas acabar com a prova, mas mexer com a estrutura do ensino médio", avalia.

Mais dinheiro para assistência estudantil

Em reunião com o ministro Fernando Haddad, a UNE e a UBES cobraram a ampliação dos recursos destinados à assistência estudantil como pressuposto para a eficácia da medida. "Cobramos mais verbas para assistência estudantil, num contexto mais amplo, para jovens de baixa renda das universidades públicas e privadas, em reunião com o ministro. Com uma prova única, a necessidade aumenta ainda mais porque muitos estudantes deverão estudar fora de seus estados de origem, exigindo ampliação de moradias, restaurantes universitários, passe estudantis", segundo Lúcia.

"É uma medida que precisa, para dar certo, de investimentos em assitência, pois um aluno poderá entrar numa universidade de outro estado e isso exigirá recursos para mantê-lo", reforça Ismael.
De São Paulo,
Fernando Borgonovi

Um comentário:

Jéssica Carvalho disse...

Olá, faço parte da direção da ujs em Campos dos Goytacazes-RJ e gostaria de saber se vcs poderiam me ajudar a conseguir os documentários, ou cópia ou empréstimos dos documentários[Ou ficar a pátria livre ou morrer pelo Brasil e O afeto que se encerra em nosso peito juvenil]. é que temos um projeto de memória do movimento estudantil daqui e vamos começar a gravar tb um documentário e me aconselharam a ve-los. Se puderem me ajudar por favor escrevam jessica.jcarvalho@gmail.com
Saudações.